Celebrate: cem anos do brilhante

Acontece: a gente nasce, conhece as coisas boas do mundo e acha, com a maior naturalidade, que tudo isso sempre existiu. É o caso do brilhante, por exemplo, que está completando nada menos do que cem anos! Sim, meninas, há apenas 1 século é que o mundo descobriu o corte mais perfeito que existe para o diamante. Antes dessa invenção há existia o corte redondo, como já vimos em muitas joias históricas. Mas nenhuma delas tinha tanto brilho quanto as que passaram a seguir o cálculo meticuloso inventado por Marcel Tolkowsky

Lapidário de diamantes de Antuérpia, Marcel fez uma das maiores invenções da história da joalheria. Ele criou uma fórmula matemática que permite obter o brilho máximo possível de um diamante. Chamado de brilhante e considerado o corte ideal, se tornou a lapidação mais famosa e mais vendida do mundo até os dias de hoje.

Uma vez que a luz entra nas facetas do diamante brilhante redondo, o corte extraordinário, matematicamente formulado por Marcel, ganha vida. A luz combinada com o corte tem uma maneira única de maximizar o fogo, o brilho e a cintilação do diamante. Com a fórmula de Marcel, os cortadores de diamantes conseguiram obter o corte de diamante desejado.

O Corte Ideal consiste em 58 facetas de diamante perfeitamente proporcionadas; 33 facetas estão na coroa ou acima da cintura do diamante e as outras 25 facetas estão localizadas no pavilhão, conhecido como a base cônica do diamante. A fórmula de Marcel tem sido usada como uma diretriz de corte de diamante por muitos anos com algumas interpretações diferentes do Corte Ideal.

Para comemorar a data, haverá um evento chamado “100 Years Brilliant”, no qual será lançado um projeto especial no mundo da joalheria.  Num feito inédito, 57 lapidários da Antuérpia unirão forças para polir um único diamante. O produto acabado, um brilhante excepcional a ser chamado “t Steentje”, será exibido no museu de diamantes Diva.

Tolkowsky um cientista descendente de uma família tradicionalmente ligada à lapidação de diamantes. Fissurado no brilho do diamante, escreveu sua tese de doutorado com uma fórmula matemática e, em 1919, publicou os resultados de sua pesquisa em um livro intitulado Diamond Design: Um Estudo da Reflexão e refração da luz em um diamante. E assim, a fórmula para chegar ao corte mais brihante e redondo, revolucionou a joalheria e se tornou um padrão no corte do diamante. Com o tempo, muitas tentativas foram feitas para se melhorar o modelo de Marcel Tolkowsky, mas todas essas variações são invariavelmente chamadas de “Modified Brilliant Cuts”.

Apaixonado pelo processo de lapidação de diamantes, Marcel Tolkowsky viveu até a idade de 92 anos, deixando para trás um notável legado na indústria de diamantes. Nós só temos a agradecer a quem, como ele, dedicou sua vida a revelar a beleza máxima dessas pedrinhas que tanto amamos.

Beijo, beijo!

Miguel Alcade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *